Na segunda categoria – “Fast Fashion” – as empresas de produção não aceitam, nem pedidos, nem   pré­ pagamentos.  As novas coleções são produzidas   com o início de cada novo estacão.  Novos modelos   são produzidos e comercializados a partir dos armazéns dos fabricantes das peças de vestuário, todas as semanas ao longo do estacão.   Estes armazéns encontram-se em áreas comerciais, situadas em diferentes partes de ltália.  A maior área comercial com produtos “Fast Fashion” possui os seus armazéns em Centegross, em Bolonha. O valor mínimo de compra para um cliente num armazém é de €500 euros; algumas empresas exigem o mínimo de compras no valor de €1000 euros .  Para proteger os interesses comerciais dos clientes e reforçar as vendas, muitas empresas italianas concedem direitos de exclusividade dos seus artigos a alguns clientes, o que lhes permite o monopólio   de vendas nas suas cidades ou países específicos.

Os retalhistas da indústria de moda conseguem dar resposta às exigências dos consumidores com a capacidade de fornecer ofertas “low cost” semanalmente, o que incentiva as vendas aos consumidores com diferentes poderes de compra.